segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Memorial de Jorge Amado

No início de agosto, em cerimônia realizada na Casa do Rio Vermelho, em Salvador, foi apresentado um projeto que prevê a transformação do imóvel em um memorial de Jorge Amado. A proposta de reforma da residência, que foi o endereço do escritor e de Zélia Gattai durante anos, foi doada pelo arquiteto português Miguel Correia, do Future Architecture Thinking (FAT).


O projeto manteve a fachada da casa, mas agregou uma bilheteira logo após a entrada. Os visitantes poderão circular pelos espaços que serão apenas recuperados e onde foi proposta a organização de algumas vitrines nos nichos e armários existentes. O restaurante irá ocupar o espaço da antiga biblioteca, mantendo as estantes dos livros da casa. No ambiente exterior, a intervenção ocorreu no sentido de criar uma esplanada ao redor de um lago, a antiga piscina, envolta por uma pérgula.


Um logotipo foi desenhado utilizando dois símbolos relativos à mitologia Orixá (Oxum e Òxossi). As cores escolhidas foram o tradicional azul do azulejo e um tom quente de amarelo que representa a cultura brasileira. Ainda sem certeza de financiamento, o projeto deverá ser executado pelo governo do estado da Bahia, de acordo com uma garantia firmada pelo governador Jaques Wagner.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...